Transgênicos: PRÓS E CONTRAS

Esse assunto é muito polêmico, gera muitas discussões e divide totalmente a opinião pública.

Alimentos transgênicos são seres vivos que tem sua estrutura genética modificada pelo homem através da engenharia genética, fazendo com que esses seres passem a ter características não programadas por sua natureza. Os genes inseridos nesses alimentos podem originar de outros alimentos, animais ou até bactérias.

Algumas fontes dizem que para suprir a fome da população mundial seria necessário duplicar a produção de alimentos até 2025. Segundo muitos especialistas isso só seria possível com alimentos transgênicos.

Os principais alimentos transgênicos que são cultivados e comercializados hoje são a soja, o milho, o algodão e a batata. Porém, já estão em fase de teste o cultivo de banana, brócolis, café, cenoura, morango e trigo.

Muitos estudiosos apóiam a produção de alimentos transgênicos argumentando que trazem benefícios para a saúde, para a natureza e economicamente também.

Um alimento pode ser enriquecido com um nutriente essencial, como por exemplo o feijão que recebendo o gene da castanha do Brasil passou a produzir metionina, um aminoácido essencial para a vida.

Outro benefício que se acredita é que os agricultores podem diminuir o uso de agrotóxicos nesses alimentos introduzindo um gene capaz de faze-la ser resistente a pragas e doenças. Com isso, o custo de produção diminuirá e, consequentemente, o preço de comercialização.

Os estudiosos a favor de alimentos transgênicos também apostam na diminuição do período de amadurecimento, fazendo com que a colheita seja mais rápida e a produtividade maior, sem aumento no preço repassado para o consumidor.

Por outro lado existem pessoas que são contra a produção de transgênicos alegando que podem trazer riscos à saúde humana e ao meio ambiente a médio e longo prazo, pois não existem estudos que comprovem seu benefício ou malefício.

Muitos ecologistas afirmam que a ciência não tem controle total sobre os genes e que o maior interesse na comercialização seria a possibilidade de ser patenteado e gerar altos lucros. Os ambientalista nomearam esse alimentos como Frankenfood, mistura de Frankenstein e food.

No caso da soja modificada, se teme que a substância provoque alergias ou outras doenças no organismo das pessoas, porque não temos certeza que atuará apenas como foi programada. Como, por exemplo, proteínas que causam reações alérgicas transferidas de um alimento para outro podem tornar o alimento alergênico. Com essa mudança, sem o conhecimento do consumidor, não haverá possibilidade de saber se causará alergia antes do consumo, isso fará com que as pessoas alérgicas passem mal.

As pessoas que são contra esses alimentos acreditam que é possível eliminar pragas sem interferir na natureza utilizando plantas que afastam as pragas e adubo orgânico, por exemplo, como são cultivados os alimentos orgânicos. A desvantagem dos alimentos orgânicos está no alto preço.

Apesar dos prós e contras apresentados, penso que o mais importante é que tenhamos segurança ao consumir esses alimentos e, para isso, precisamos que o governo tenha legislação e fiscalização severa para esses alimentos.

Fonte: www.dicasdenutricao.com