Nutrição

NutriçãoPara promover saúde, prevenir doenças e auxiliar numa melhor qualidade de correta ingestão de alimentos, em quantidade e qualidade, a fim de que ele receba todos os nutrientes (carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas, sais minerais, fibras e água) essenciais não seu bom funcionamento e ainda, através de um hábito alimentares correto, garantir que estes alimentos sejam bem digeridos e seus nutrientes sejam absorvidos e utilizados adequadamente.

Nosso organismo está cada vez mais carente de nutrientes que ajudariam a lidar com esses desequilíbrios.

Os conceitos sobre alimentação saudável foram distorcidos e substituídos por informações contraditórias e alimentos industrializados que, além dos aditivos químicos necessários para sabor, odor, cor, textura e conservação, também são acrescidos de nutrientes como vitaminas e minerais e usando como argumento de venda, porém, a maior parte é de baixa absorção e em desequilíbrio com os demais nutrientes que agem em sinergia, podendo ser mal utilizados pelo organismo.

A falta da correta proporção entre os nutrientes essenciais promove o desenvolvimento de problemas crônicos que, se não forem tratados adequadamente a partir da causa dos mesmos, resultarão não só em obesidade como também em outros desequilíbrios que não são diretamente relacionamento a alimentação, como distúrbios no desequilíbrio físico, mental e emocional.

Nosso organismo é formado por 100.000.000.000.000 (cem trilhões) de células e dessas, 50.000.000 (cinqüenta milhões) são substituídas diariamente, conseqüentemente a matéria prima que fornecemos para esta formação celular é determinante do resultado que teremos.

Os nutrientes presentes nos alimentos são a fonte natural de matéria prima para a formação, manutenção e reestruturação celular.

Metabolismo

NutriçãoA maneira pela qual os nutrientes tornam-se partes integrantes do organismo e contribuem para o seu funcionamento depende dos processos bioquímicos e fisiológicos que determinam suas opções.

A simples ingestão do alimento não garante que seus nutrientes estarão biodisponiveis, isto é, que estes nutrientes possam estar disponíveis para serem utilizados pelas células. Para que isso realmente ocorra é fundamental que, além de uma quantidade e qualidade ideal de “matéria prima”, também existam condições químicas e fisiológicas ideais para ao alimento ser quebrado, os nutrientes resultantes dessas quebras serem absorvidos, transportados, e utilizados pelas células do organismo. É necessário ainda que, os produtos resultantes de todo este processo, que vão ser utilizados pelo organismo, consigam ser excretados, além dos eventuais produtos tóxicos ao organismo que possam ter sido ingeridos junto com o alimento.

Se uma dessas etapas do metabolismo não funcionar direito, mesmo com uma conseqüentemente funcionais, pois, na medida em que faltar matéria prima para o organismo, algumas das suas funções estarão prejudicadas.

A utilização do alimento pelo organismo depende de um processo que envolve: ingestão, digestão, absorção, transporte, utilização e excreção.

Quando entendemos como o organismo funciona fica mais fácil perceber as possíveis conseqüências de uma alimentação inadequada e reequilibrá-lo conscientemente.