Ortomolecular

OrtomolecularMedicina Ortomolecular é aquela que atua na prevenção e no tratamento das doenças, utilizando vários recursos e procedimentos disponíveis na medicina contemporânea. É a medicina que aprendemos na escola, acrescida das recentes aquisições no campo da bioquímica, da nutrição, da ecologia sistêmica, da indução enzimática, da expressão gênica, dos radicais livres, etc., sendo considerada uma das estratégias terapêuticas básica da medicina.

O termo ortomolecular foi cunhado em 1968 por um grande químico, um dos cientistas mais criativos do nosso século, o Prof. Linus Pauling, baseado em trabalhos randomizados e duplo cegos do psiquiatra canadense, Abrahan Hoffer, que conseguiu diminuir o tempo de internação de esquizofrênicos com o uso de doses elevadas de vitamina B3 (3g/dia). Devido à fama do eminente professor, os médicos nos Estados Unidos começaram a empregar o termo ortomolecular com um grande apelo de marketing pessoal e de uma panacéia que absolutamente não existe, e que beneficia a eles próprios e a industria farmacêutica, ávida de resultados financeiros. Quem emprega este nome se esquece e desrespeita os próprios descobridores das vitaminas, dos sais minerais e dos aminoácidos. O nome biomolecular existe desde que a bioquímica deu os seus primeiros passos e é o respeito e a gratidão unidos às bases científicas datadas de mais de 150 anos que nos fazem empregar o termo biomolecular ou ortomolecular, que é simplesmente: a bioquímica aplicada à clínica.